quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Políticas públicas LGBT são debatidas em conferência


Com o objetivo de debater propostas e estratégias na composição de diretrizes para as políticas voltadas ao público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais), a Prefeitura de Uberlândia e parceiros promoveram neste sábado (19/09) a primeira edição da Conferência Regional de Políticas Públicas em Direitos Humanos da Pessoa LGBT. A conferência contou com participantes de 10 cidades da região e aconteceu no campus Santa Mônica, da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). O tema escolhido pelos organizadores foi “Por um Brasil que criminalize a violência contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais”. A Conferência foi promovida pela Prefeitura de Uberlândia, por intermédio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, através do Núcleo de Diversidade Sexual (Nuds) e teve ainda a parceria com a Shama – Associação Homossexual de Ajuda Mútua e Universidade Federal de Uberlândia (UFU).
“É uma conferência inédita devido ao seu caráter regional e significa um grande ganho, uma vez que temos a expectativa que nossas propostas se tornarão políticas públicas”, disse o coordenador do Nuds, Marcos André Martins.
As discussões abrangeram quanto eixos temáticos. O primeiro abordou Políticas Intersetoriais, Pacto Federativo, Participação Social e Sistema Nacional de Promoção da Cidadania e Enfrentamento da Violência Contra a População LGBT. No segundo eixo os debates foram sobre Educação, Cultura e Comunicação em Direitos Humanos. Já o terceiro abrangeu Segurança Pública e Sistema de Justiça na Promoção e Defesa dos Direitos Humanos da População LGBT. O quarto e último focou Marcos Jurídicos e Normativos para o Enfrentamento à Violência Contra a População LGBT. A programação contou ainda com apresentações culturais, palestras, trabalhos com os eixos e plenária para eleição de delegados que representarão a região na etapa estadual.
A Conferência em Uberlândia foi uma etapa da III Conferência Nacional de Políticas Públicas e dos Direitos Humanos da Pessoa LGBT. Em âmbito nacional o objetivo é proporcionar reflexões e discussões sobre o protagonismo e o empoderamento e suas consequências nas transformações sociais, como estratégia na garantia dos direitos da pessoa LGBT. Sendo assim, as Conferências funcionam como espaços democráticos para apontar diretrizes para políticas que atendam à população LGBT.
Em Uberlândia, desde maio de 2013, o poder público municipal conta com o Nuds, cuja proposta é desenvolver ações sociais de inclusão e proteção à cidadania e contra a discriminação e violência homofóbica a lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais na cidade.
“Queremos um Brasil plural e que a sociedade seja cada vez mais justa, solidária e pacífica. Por isso trabalhamos e desenvolvemos ações de combate aos preconceitos”, disse o prefeito Gilmar Machado durante a abertura da Conferência em Uberlândia.