quarta-feira, 4 de maio de 2016

ATIVISTAS LGBT REPRESENTAM UBERLÂNDIA NAS CONFERÊNCIAS NACIONAL LGBT E DE DIREITOS HUMANOS



A Secretaria de Direitos Humanos do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos realizou, de 24 a 29 de abril, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília, as etapas das Conferências Conjuntas de Direitos Humanos, seguindo os princípios da transversalidade, interdependência e indivisibilidade dos direitos humanos.

Para fortalecer a participação social de forma ampla e diversa, interligando segmentos e políticas, o evento incluiu a 12ª Conferência Nacional de Direitos Humanos, a 3ª Conferência Nacional de Políticas Públicas de Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – LGBT. a 10ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, a 4ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, e a 4ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência. E com o objetivo de respeitar as especificidades de cada temática e a evolução histórica de cada conferência, cada uma delas foi organizada a partir de um conjunto de eixos orientadores próprios. 

A etapa nacional é resultado das diversas conferências realizadas em nível local, municipal, regional, estadual/distrital e também das conferências livres e virtuais, espaços nos quais as discussões locais possibilitam a troca de experiências e a participação efetiva da sociedade. Os representantes dos estados que participarão do evento foram eleitos nas etapas estaduais, de acordo com os critérios definidos por cada comissão organizadora nacional. Cinco delegados(as) de Uberlândia, estiveram representando a cidade, sendo 03 da sociedade civil e dois do governo, dos quais, 03 são ativistas do Grupo Shama. “Ao longo dos anos, vimos essa população marginalizada, longe de todos os direitos, e a conferência é uma oportunidade de ouvir essa população, construir políticas públicas e, a partir delas, avaliar aquilo que está sendo implementado nos estados e municípios. O Brasil é um país campeão em assassinato de LGBT e, para mim essa é a prioridade na discussão”, ressalta o delegado Marcos Martins, também coordenador do NUDS, Núcleo de Diversidade Sexual, equipamento ligado à Prefeitura Municipal de Uberlândia.

A etapa regional (Triângulo Norte), da Conferência Políticas Públicas de Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – LGBT, aconteceu em Uberlândia no dia 19 de setembro de 2015, convocada pelo prefeito Municipal, através do Núcleo de Diversidade Sexual (NUDS), com a presença de representantes de 11 municípios da região. E a etapa estadual, nos dias 16, 17 e 18 de outubro do mesmo ano, na cidade de Caeté, região Metropolitana de Belo Horizonte.