segunda-feira, 23 de maio de 2016

Dia Municipal de Combate à LGBTfobia alerta sobre crimes violentos


Os crimes violentos contra gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais chamaram a atenção de quem passou pela praça Tubal Vilela na manhã desta terça-feira (17). O cenário montado com cruzes e lápides mostrou as causas das mortes contra esse público, com o objetivo de sensibilizar as pessoas sobre esses crimes bárbaros e da importância do respeito ao próximo.

A atividade faz parte da campanha vinculada ao “Dia Municipal de Combate à LGBTfobia”, realizada pelo Núcleo de Diversidde Sexual (Nuds), equipamento Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho da Prefeitura de Uberlândia, em parceria com o Grupo Shama.

“Desde 2013, quando a data foi instituída no calendário municipal, através da Lei nº11.333/13, do Ver. Sebastião Galego, temos feito ações para sensibilizar as pessoas sobre os crimes que ocorrem no país, crimes motivados por ódio a esse público. Muitos morrem todo ano de forma brutal. Você não é obrigado a aceitar ninguém, mas o respeito cabe em qualquer lugar”, destacou o coordenador do Nuds, Marcos André Martins (Marquim).

Golpe de barra de ferro, facada, paulada e enforcamento estão entre as principais causas de mortes contra gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais. A analista de negócios, Ana Maria Ferreira, disse que tem conhecimento sobre o preconceito, mas não imagina a gravidade do assunto. “Essa iniciativa busca justamente provocar uma discussão sobre o tema, sobre a livre orientação sexual. A violência não pode existir”.

Além das orientações na praça Tubal Vilela foram distribuídos folders educativos nos cruzamentos da avenida Afonso Pena com a rua Duque de Caxias e na avenida Floriano Peixoto com a rua Olegário Maciel. O material entregue tratava não só dos crimes, mas sobre a temática da homossexualidade/transexualidade e direitos do segmento LGBT.

“Quem ajuda a construir uma sociedade são as pessoas, que pagam seus impostos inclusive gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais”, ponderou Marquim.

Importante destacar que ao final do ato, os representantes do NUDS, Marcos Martins e do Grupo Shama, Edmar Sierota, estiveram no gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Uberlândia, Vereador Alexandre Nogueira, onde na oportunidade entregaram ao parlamentar o relatório final da 1ª Conferência Regional de Políticas Públicas LGBT, que aconteceu em setembro de 2015 em Uberlândia, destacando para o mesmo, as propostas aprovadas de competência do legislativo local. O presidente também assinou um ofício se comprometendo a priorizar a apresentação de projetos de leis na casa, cujo teor seja em prol da comunidade LGBT.